quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

You gotta dig a little deeper

Acharam engraçado quando comentei que veria. A verdade é que até eu mesma estava em dúvida. Já faziam tantos anos, e tanta coisa mudou nesse meio tempo. Tive medo de não ser como antes. Das minhas novas opiniões e ideologias tornarem impossível que eu gostasse. Ver seria como destruir uma boa parte dos momentos bons que tive quando menor - mas não ver seria como trair um velho amigo. Então eu vi. Fazia tanto tempo que eu não entrava num mundo desses - vocês sabem, com animais falantes, cenários coloridos e pessoas cantando músicas bonitas do nada. Tem coisas novas, também, como um príncipe que não tem nada de encantado e uma princesa cujo lema de vida é trabalhar duro. Mas leva aqueles lemas básicos, aquelas mensagens de seguir seus sonhos, de ser você mesmo e amar o máximo que puder. Aquelas bobagens que todo mundo diz que estão batidas, mas que no fundo todos nós precisávamos ouvir mais vezes. E uma velhinha simpática e excêntrica, um jacaré que toca trompete, um vilão estiloso e um vagalume meio louco que acredita em coisas que parecem absurdas. Evangeline. Luzes, cores, músicas, risadas, quase-lágrimas, amizade, amor, sonhos. E o momento em que os créditos finais aparecem na tela e me fazem entender, sempre, que isso ainda não mudou. Ainda faz sentido. Ainda é mágico.


Não importa o quanto eu cresça mesmo, a Disney nunca vai me decepcionar.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Stephanie Navarro Diniz

Acho que eu nunca vou conseguir chamá-la pelo primeiro nome inteiro. Não que eu ache que não combine nem nada do gênero, mas é que pra mim ela vai ser sempre a Teka, mesmo. Teka do orkut, no início, do tópico de internet, e depois só Teka. Teka de brisar, de desabafar, de xingar Crepúsculo, de comentar HP, de comentar Friends, de brincar no projeto. Teka dos textos bonitos e das fotos ainda mais. Teka de ouvir, de falar, de brigar. De rir - de rir pra caralho. De uma profundidade tão grande e indescritível. De chorar, de fazer vídeos, de enviar emoticons engraçados uma para outra. Teka de sorriso meio de criança, meio dela. De ver filmes da Disney e fazer um álbum só pra eles. De escrever sobre árvores de natal. Tem tanta coisa que eu poderia dizer sobre Teka - Teka de tantas coisas. Teka de amor, no final das contas, todo que ela tem e todo que eu sinto por ela.

Acho que ela não entende que, no fim das contas, eu não conseguiria esquecê-la mesmo se quisesse.